Notícias

Jornalista do Estadão é demitido após ofender o presidente Bolsonaro

O Estadão demitiu o jornalista, ambientalista e cineasta Dener Giovanini após ele ofender o presidente Jair Bolsonaro no Twitter. O blog de Dener também foi apagado do site do jornal.

No último dia 07, Dener enviou a seguinte mensagem pública ao presidente: “Sua mãe jogou o bebê fora e criou a placenta! Você é um ser desprezível!”. A mensagem foi divulgada pela conta oficial de Jair Bolsonaro e respondida com um “kkkkk… mais amor, jornalista do Estadão!”.

Dener também apagou a sua conta no Twitter, mas sua conta no LinkedIn continua ativa.

 

Leia Mais: Folha de Esquerda Criadora da fake news “campanha anti-PT no Whatsapp” vira conselheira da Folha

4 thoughts on “Jornalista do Estadão é demitido após ofender o presidente Bolsonaro

  1. Que infeliz essa jornalista, ex-folha. Quanta grosseria, mal educado, pessoa repugnante! Mesmo que odiemos alguém, não temos o direito de ofendê-la, ainda mais da forma mais cruel, mais mesquinha, mais ofensiva! Que bom que foi demitido! Que continue!

  2. Esse desclassificado é tão banal, tão NADA, que nem mereceria comentário. Entretanto, como é a primeira vez (e espero que seja a última) que vejo alguma coisa desse estrume, vou dizer só uma coisinha dele: Ô babaca, você, além de ter sido colocado no olho da rua, você precisa é ser preso, pra não dizer fuzilado em praça pública, pois não tem a menor tendência pra ser um jornalista. Que me desculpem os leitores: VOCÊ É UM BOSTA, UMA AMEBA, UM PROTOZOÁRIO, U M N A D A ! ! !

  3. dener GIOVANINI SE FOR NOME DELE MESMO TEM DECENDENCIA ITALIANA E O BOLSONARO IDEM VEJA OQUE FAS O CORTE DE VERBAS PARA JONAIS FALAR BEM DE UM PRESIDENTE NÃO TENHO MAIS A DEISER SE QUISER PUBLIQUE SE NÃO QUISER OBRIGADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *