Notícias

Você apoiaria Deltan Dallagnol chefiar a PGR no lugar de Raquel Dodge?

A PGR atualmente é presidida por Rachel Dodge, há boatos que o Procurador da República, Deltan Dallagnol que faz parte da Operação Lava-jato poderá chefiar a citada instituição. Já temos o Ministro Sérgio Moro, seria sonho de consumo se isso se torna-se real.

Famoso por ter liderado a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Dallagnol junto com sua equipe acusaram e tornaram réus por corrupção 347 pessoas. Das 87 condenadas à prisão está o ex-presidente Lula. A afinidade de Moro com o procurador paranaense é conhecida e sua indicação parece natural.

Dodge tem mandato de dois anos, terminando em setembro próximo do ano que vem. A possibilidade de ela ser reconduzida é mínima. Embora seja hábito a escolha do novo procurador-geral por meio da lista tríplice definida por eleição da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), não é um preceito constitucional.

A lei em vigor no país estabelece que o candidato tenha mais de 35 anos e faça parte da carreira de procuradores. Dallagnol preenche os dois requisitos.

Que setembro chegue logo!

Deltan na PGR

 

 

11 thoughts on “Você apoiaria Deltan Dallagnol chefiar a PGR no lugar de Raquel Dodge?

  1. Nome ideal para substituir a atual procuradora da PGR. Seu trabalho afinado com Moro dará maior rapidez aos processos. O país caminha ao encontro das mudanças propostas por Bolsonaro. Esse país há de ser passado a limpo.

  2. Com toda a certeza, precisamos de homens (procuradures) honestos, com firmeza e “convicção” sobre os valores morais para com a NAÇÃO, grande capacidade de discernimento e sagacidade para enfrentar esses tipos de colarinho branco, seus aliados togados e laranjas de todas as cores… O BRASIL precisa de DALLAGNOL!!!

  3. Com Certeza!! Não aguentamos mais a parcialidade do judiciário que apoia o crime do colarinho branco e se beneficia com isso. São corruptos protegendo corruptos. Moro e Deltan são pessoas que lutam contra esse sistema sujo e impune!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *